Este blog possui atualmente:
Comentários em Artigos!
Widget UsuárioCompulsivo
Instagram

Google+ Followers

quarta-feira, 20 de maio de 2015

Enquanto isso na madrugada...

     Só eu sei a saudade que sinto. Toda vez que lembro de você, dá um aperto no peito, meu olho começa a lacrimejar, entro em desespero por não estar junto a ti. Ainda que eu evite ficar pensando em tudo que aconteceu, nas noites de insônia como esta, perco-me. Quem dera fosse apenas pelo sexo, mas não é. Sinto falta de você por completo. Teu rosto, teu sorriso, teus puxões de orelha, tua cantoria desafinada, conselhos, piadas, nossos passeios pelos parques e praias em diversas cidades. Foram momentos tão intensos, tão marcantes. Caramba, dói demais te ter apenas nestas lembranças. E são nos momentos mais simples em que lembro de ti, desde o acordar e ir tomar café, até você preparando o frango para o almoço ou me vendo cozinhar no jantar, até o anoitecer em que dormíamos abraçados e eu sentia o calor da tua pele.
    Será que um dia eu consigo assimilar tudo que aconteceu para nos afastar? Será que um dia voltarei a amar alguém deste jeito, novamente?
    São perguntas que rodeiam minha mente. Já tentei mentir pra mim mesmo que te esqueci, mas não deu certo. E o meu futuro, continua totalmente incerto. A única certeza que tenho é que ainda amo você, mas de que adianta? Todos esses sentimentos servirão apenas para fazer um bom texto para o blog ou a página do Facebook, e nada mais, pois eu mesmo fui ingênuo em acreditar neste amor impossível, e amar demais.

2 comentários:

Ro Fers disse...

As doces lembranças sempre permanecerão nos corações dos apaixonados.
Abraços!

Jessica Laviere disse...

Primeiramente muito feliz de saber que vc ainda escreve,e sobre o texto o que seria de nós sem as lembranças né? Ora nos fazem sorrir, ora nos fazem chorar, como dói a ausência do que não teve continuidade, nada como o tempo!

Siga-me no Twitter

Amigos e páginas favoritas